1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

História

O povoamento da sede teve início no ano de 1901. Seus habitantes primitivos eram de origem alemã. Possivelmente a chegada do homem branco deu-se por volta de 1808, na região hoje denominada Campo de Sobradinho, com criação de gado. O paulista João Lopes teria em 1825 construído nessa região um pequeno sobrado que deu origem ao nome do município: "Sobradinho". A história liga-se ao trabalho fecundo dos descendentes de imigrantes italianos e alemães vindos das cidades de Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul em 1900.

Por volta de 1825, o paulista Jõao Lopes, com numerosa família e escravos, teria se estabelecido no local com comércio de secos e molhados, construindo pouco mais tarde, um pequeno Sobradinho de madeira, além de galpões, currais e um manjolo tocado pelo arroio. Jõao Lopes comprava erva-mate dos moradores das redondezas e levava para vender em Rio Pardo. Mais tarde, por volta de 1840, João Lopes teria regressado a São Paulo, onde faleceu. O Sobradinho por ele construído passou a ser ponto de referência de todos quantos viajassem por aquela estrada ou aportassem àquelas paragens de forma que, com o tempo, a denominação “Sobradinho “passou a ser atribuída ao local.
Segundo pesquisa do Padre Pedro Luiz Bottari publicada em 1940, o local do “Sobrado” teria sido Campo de Sobradinho. Por esse relato, o sítio onde se erguia o sobrado, situava-se numa região de aproximadamente 550 metros de altitude ao nível do mar ,sendo o ponto mais elevado da redondeza, de onde se avistava ao longe os campos de Soledade. Assim sendo, o “Sobradinho” situava-se em ponto estratégico que permitia ser avistado de distâncias muito grandes, servindo, por isso mesmo, de ponto de referência.

Ainda do relato do Padre Pedro Luiz Bottari, que prima pela descrição romanticamente minuciosa da flora, fauna, clima e relevo da região, consta que o construtor do sobrado teria sido Vicente Veloso de Toledo ( ou Joaquim Vicente de Toledo ), baseado em depoimento oral de Florisbela Luiza de Castro (Belinha Balinas) e que o referido sobrado teria sido consumido por incêndio por volta de 1840.
Nessas duas versões, coincide o fato de que o nome “Sobradinho” originou-se de um “Sobradinho de madeira ” que por muitos anos serviu de ponto de referência aos viajantes da região, no caminho entre Rio Pardo e Soledade, subindo a Serra Geral.

Verifica-se, entretanto, que as duas versões são contraditórias em dois pontos:
1º- O local onde teria se situado o sobrado em Campo de Sobradinho, segundo o Padre Pedro Luiz, seria o mesmo local logo após a subida da Serra Geral, descrito em “As Missões Orientais e seus Antigos Domínios”?
2º- Mesmo que se confirme a interrogação anterior, qual teria sido o construtor do sobrado: João Lopes ou Vicente Veloso de Toledo ?
A respeito da 1ª indagação, existe um fato a considerar. Em 1958 foi construída em Campo de Sobradinho, no interior do município, um monumento com a finalidade de servir de marco para o local do histórico sobrado. Entretanto, a geografia do local não coincide com nenhuma das descrições anteriormente relatadas. Esse fato vem corroborar a suspeita de alguns estudiosos do assunto, de que não teria sido procedida a competente investigação, necessária para a determinação do verdadeiro local e que o marco teria sido colocado baseado apenas em vagas informações de proprietários interessados na valorização de suas terras.

A pesquisa ainda em andamento, a respeito da redução missionária de São Joaquim, deverá lançar luzes sobre vários aspectos da história de Sobradinho.
Não é de todo descartada a possibilidade de que o “sobrado” tenha sido construído pelos Padres Jesuítas e, se for levada em conta também esta hipótese, chega-se a compreensão da necessidade e importância de ser desvendada a origem histórica do município.

 

 

 

SIC

Portal da Transparência

Programas de Rádio


Sem documentos

Escrita Web

NFS-e

Plano Diretor

Calendário de Eventos

 

Vídeo do município

Patrocinadores da 16º FEIJÃO

Newsletter



Receive HTML?

Go to Top